Header Ads

Homossexualidade em pauta

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai julgar se susta ou não a permissão do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a inclusão de companheiros homossexuais na Declaração do Imposto de Renda.

A proibição de declaração conjunta é pedida por ação popular de autoria dos deputados Ronaldo Fonseca (PR-DF) e João Campos (PSDB-GO).



O Superior já recebeu o processo, mas ainda não o colocou na pauta de votação. Se for favorável à ação, o STJ concede uma liminar que susta a decisão de Guido Mantega e casais homossexuais não poderão mais declarar seu imposto juntos.

Funcionários do Google nos Estados Unidos vão receber um bônus em dinheiro por não poderem se casar com seus companheiros. Isso mesmo, a empresa entendeu que por não poderem dividir coisas como o imposto de renda eles devem ser ressarcidos por essa falta.

O benefício entrou em vigor neste mês e garante aos funcionários homossexuais US$ 1.069, valor de impostos que os casais LGBT pagam a mais do que os heterossexuais dos Estados Unidos, segundo o Google, por não poderem dividir legalmente sua economia.



No Google, companheiros de funcionários têm direito ao plano de saúde da empresa, que mantém ainda um grupo de funcionários gays, os “Gayglers”, com cerca de 700 membros.
O movimento mundial em favor da cidadania LGBT All Out (http://www.allout.org/) reuniu em vídeo pessoas ao redor de todo o mundo para pedir igualdade de direitos para quem não é heterossexual. A campanha da organização pede que a equiparação de direitos civis seja feita o mais rápido possível e prega que você deve ser quem você é, sem máscaras.



Ninguém no vídeo recebeu pela participação - todo mundo que aparece se ofereceu para participar. Tem gente de Buenos Aires, Beirute, Cidade do Cabo, Tóquio, Nova York, Varsóvia e Madri,. Gays, lésbicas, trans, bissexuais e heterossexuais pedindo também o fim da criminalização da homossexualidade em países de extremismo religioso

Nenhum comentário

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.