sábado, 21 de abril de 2012

Qual a teologia das igrejas inclusivas ?

Qual é a teologia que as igrejas inclusivas tem levado aos homossexuais nas suas comunidades, será que é uma doutrina do oba oba onde tudo é permitido ? certamente que não, numa pregação na comunidade cidade de refúgio da pastora Lanna Holder é abordado muitos assuntos abertamente desde relacionamento, vida sexual e namoro.


Evidentemente que para muitos cristãos estas nova comunidades representam o fim do mundo e uma grande heresia do final dos tempos, mas a verdade é que as igrejas atuais e tradicionais perderam o foco, ficam travando guerras e fomentando doutrinas de ódio não contribuindo para evangelização de homossexuais.
Elas nem mesmo estão preparadas para lidar com homossexuais que chegam nas suas comunidades e o descontentamento de anos de opressão por parte de gays cristãos deu força para estas novas igrejas, onde a pregação esta focada não na sexualidade e sim na comunhão com Jesus, ouçam esta pregação:



Não apenas gays mas familiares de gays passaram a se envolver nestas comunidades afim de dar força e apoio a filhos que sofrem grande preconceito na sociedade.
Quando se houve falar que existem igrejas que aceitam homossexuais sem impor que sua orientação sexual é um pecado ou algo diabólico e que podem se aproximar de Deus sem medo, para cristãos tradicionais isto assusta e é visto como uma inversão de valores.

As igrejas tradicionais colocaram no topo da sua agenda fazer guerra aos homossexuais, vetar projetos e leis que beneficiam a eles,  é como se der repente a heterossexuais se sentissem ameaçados por um grupo que é bem menor que eles mas que tem grande força de expressão.


Mas o problema é que esta postura de cristãos contra  homossexuais criou um cenário de guerra, entre gays que não são cristãos e que zombam de religiões cristãs por causa deste clima de ódio, por isto das recentes manifestações na paradas do orgulho gay de zombarias por parte de alguns  deles com símbolos e músicas evangélica.
Este documentário revela como as famílias encaram  e lidam com a homossexualidades dentro dos lares, a situação é bem conflitante.


Silas Malafia por exemplo incita ódio entre gays e evangélicos propagando uma doutrina de perseguição e ódio contra homossexuais por muito tempo, quando o correto seria apenas evangelizar e apresentar Jesus.

Um comentário:

  1. Talvez haja alguns exageros, mas esperar o que de uma nação onde se estupram virgens, para curar o HIV? Onde estão os direitos humanos?
    No entanto isto não juswtifica isto:
    http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylc=X3oDMTB1a2x0anY5BF9TAzIxMTU1MDA0NDMEc2VjA3BlZXBfZQRzbGsDcQ--?qid=20120524032750AATKWpB
    Uma bíblai gay, é extremo exagero!

    18 Eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro;

    19 e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão descritas neste livro.

    Apocalipse 22 : 18 - 19

    E, a oredem dada foi que Todos, independente da opção sexual, para ser Seguidor de Cristo, se abstenham da fornicação, prostituição e o adultério.

    ResponderExcluir

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.