Header Ads

As religiões e o debate gay

Muitas pessoas se perguntam porque razão os evangélicos e odeiam os homossexuais, e também pessoas que já estão há muito tempo nas igrejas  dizem que não conseguem mudar a atração que elas sentem por pessoas do mesmo sexo.


Estas pessoas vivem uma eterna infelicidade e um vazio que dói na alma, pois elas são carentes de afeto, aceitação, vivem um segredo que corroi a alma, sempre com um dedo de acusação, de se sentirem inferiores e indignas até de servirem a Deus.

O que se pode dizer para estas pessoas é que elas não precisam temer, Deus as recebe tanto como recebe qualquer um independente de qualquer coisa, e estas pessoas que levantam bandeiras de perseguição contra pessoas que são homossexuais, são pessoas intolerantes, radicais, e imperfeitas, que não entendem nada sobre a lei do amor.

Elas deveriam levantar a mesma bandeira em favor dos desabrigados, das pessoas que não tem oque comer, daqueles que são vítimas da injustiça, dos que vivem da prostituição, e da corrupção.




Mas como o discurso que eles levam para TV ou rádio ou qualquer tipo de mídia é politicamente correto para um grupo conservador e religioso hipócrita eles conseguem muitos aplausos, como diz a música do cantor Cazuza “Me chamam de ladrão, bicha,maconheiro,transformam o Brasil inteiro num puteiro porque assim se ganha mais dinheiro."

Não é a homossexualidade que vai transformar o mundo numa imoralidade como era Sodoma, pois Sodoma era muito mais que imoralidade, era violência, era luxúria, e não apenas por parte de homossexuais, eram todos os habitantes, tanto que se salvaram muitos poucos da destruição.


Este senhor que vai pra televisão gritar com sua voz impostada, fazer guerra contra leis em favor de homossexuais não passa de um falso pastor, pois dentro das igrejas e no mundo existem muito mais imoralidades, do que casamento gay.

O debate da homossexualidade não pensem que é apenas um debate contra oque eles acham que será a oficialização da imoralidade nacional, mas é o debate de um tema  envolve pessoas discriminadas e que são todos os dias assassinadas, que sofrem desde a guerra no holocausto quando foram marcadas para morte por Hitler.

                           

É o debate da intolerância dentro das famílias, da violência nas ruas, dos que são zombados na escola, no trabalho, nas igrejas, é o debate do medo, dos que casam, mas traem suas esposas como no filme Brockeback montain.

Enquanto que as pessoas que são realmente de Deus não mudarem a sua mente e adquirirem maturidade para mudar este mundo de aparências e trazer à Jesus os que sofrem injustiça e perseguição, não vai mudar muita coisa.

E a guerra dos sexos e dos rótulos vai continuar até a vinda de Jesus, e milhões de homossexuais caminharão não para incineração de Hitler, mas para o inferno que é a única opção que as religiões reservaram para eles.

7 comentários:

  1. Não há como negar que a bíblia condena claramente o homossexualismo, exemplo temos o Levítico 18:22 : Com homem não te deitarás, como se fosse mulher, é abominação.
    Mas daí, dizer que cristãos odeiam homossexuais já é generalizar demais. O que realmente denigre a imagem do verdadeiro cristão, além dos comentários postados acima, são os exagerados e cegos seguidores da IURD e os Testemunhas de Jeová (que ja vimos claramente aqui que não são cristãos). Então, antes dos homossexuais e dos simpatizantes dizerem que os cristão os odeiam, deviam procurar saber se há diferença entre os cegos e os cristãos verdadeiros. O fato de termos que aceitá-los socialmente, não quer dizer que temos que achar bonito ou correto a opção que seguem.
    Eu sou cristão e tenho amigos que são homossexuais, mas isso não quer dizer que eu compartilhe das decisões que eles tomaram.
    Eu parto do seguinte princípio: "Aqueles que tem ouvidos, que ouçam o que o Espírito Santo tem a dizer".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bíblia condena tanto o homossexualismo como o heterossexualismo, mas não a homossexualidade em si como também a heterossexualidade que são coisas naturais da própria Criação de Deus, presente nos animais e em nós humanos. E nenhum trecho bíblico deve ser interpretado sem considerar seu contexto por inteiro, como também o contexto histórico-cultural do período no que se relata. Em Levítico cap. condena claramente muito mais o heterossexualismo do que o homossexualismo, este livro nos mostra a preocupação de um povo numa determinada época preocupados e traumatizados com a violência e os excessos causados por pessoas que estiveram por lá. O objetivo era da as pessoas o senso de moderação inclusive há advertências até do que vestir como por exemplo era abominável também usar roupas com mais de um tipo de tecido diferentes, então haviam algumas razões para aquela época que em parte desconhecemos, naquele contexto. E no nosso contexto? O que está sendo abominável além dos preconceitos dentro de algumas "famílias", de alguns "religiosos" e de algumas pessoas sem bom senso?

      Excluir
  2. Eduardo você façou tudo, é um dos meus...rs..rs

    Hà quem diz que "o pior cego é aquele que não quer ver".Faço minhas essas palavras.
    Nossa sociedade tem que se atentar mais para os fatos, vejo pessoas sendo manipuladas o tempo todo pela mídia sem se tocar.
    O Senhor Jesus nos ensinou a não fazer acepção de pessoas,devemos amá-las como são incondicionalmente, mas nos ensinou também a dizer não às coisas erradas,a não a apoiar as pessoas em certas decisões, embora as amemos independentemente do caminho que decidam tomar.Devemos entender que, amar as pessoas como são é virtude, mas concordar com o que elas fazem de errado é um grande erro.
    Nós que somos cristãos sentimos na pele o que os homossexuais passam.Somos bombardeados o tempo todo com comentários preconceituosos e muitas das vezes até caluniados.Em alguns países como a china,por exemplo, são até mortos por professarem a fé em Jesus Cristo.
    Devemos amar os homosexuais sim,mas não podemos ser calados, não podemos ter nossos direitos civis violados.Essa lei PLC 122(Homofobia)não beneficia os homosexuais em nada,mas simplesmente algema todos aqueles que tentam a abrir uma discursão sadia sobre a questão, violando nossos direitos de expressão.
    Imagine se um de nós cristãos elaborasse uma lei que proibice qualquer crítica contra nossa fé,qualquer que fosse; Que crente é ignorante e retardado,que todo pastor é ladrão,etc e etc?
    Dessa forma muitos se tornariam criminosos e seraim presos.Sendo assim, deixaríamos toda a sociedade amordaçada sem ação, e sabe-se lá o que seria da democracia, não é mesmo?Pois é justamente assim que nós cristãos sentimos com essa lei que tramita no Congresso Nacional.
    Imaginem se os políticos criassem uma lei dessa pra eles,o que seria de nós brasileiros? Pensem nisso.

    No Amor,

    Daniel Santos.

    "E não vos conformeis(concordeis) com este século(sistema), mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus"
    Rm 12:02

    ResponderExcluir
  3. Sim Eduardo,condena tanto quanto condena a mentira,o adultério,a fornicação que é "sexo antes do casamento" condena o divórcio e muitas outras coisas.
    Mas não tem ninguem fazendo campanha de guerra na tv ou rádio ou mesmo se importando com isto,mas querem fazer guerra com os homossexuais,isto é muita hipocrisia não acha ?

    ResponderExcluir
  4. Ri bastante Sr Daniel,Vocês são mentirosos,vocês não amam coisa nenhuma,são contra leis que vão acabar com a opressão,com a desculpa que isto fere a fé de vocês,vocês pensam que o mundo tem que se curvar a ignorancia de vocês o estado é laico e não pode ficar a bel vontade de fanáticos religiosos.

    ResponderExcluir
  5. O que importa é o que a Palavra de DEUS diz: Se diz que é errado, é errado e pronto. A verdadeira igreja ama o homosexual, porém, condena completamente o homosexualismo.

    Dizer que não é errado é o mesmo que dizer que DEUS é mentiroso.

    ResponderExcluir
  6. verdadeiramente os valores estão se perdendo,como um casal homossessual pode criar uma criança,pois na psicologia comprovamos que a criança precisa do referencial masculino e feminino,como essas crianças vão crescer???o que vão se deparar em suas frente dois homens ou mulheres juntos então seu referencial será aquele que ela vê,então se os homossessuais querem realizar suas práticas,realizem mas não vamos querer colocar crianças,que certamente serão adultos confusos se viverem essas realidades,o bom senso deve ser mantido;lutar pela família não é despachar crianças para casais homossessuais nem heteros sem responsábilidade,creio que o governo deveria lutar pela educação as escolas,fome,crime e tantos outros assuntos que vemos que vivem constante em nossa sociedade,agora gastar milhões com materiais ou kit gay,faça me o favor esse dinheiro gasto deveria servir para educação e saúde que está horrível,além disso existem lugares no Brasil que não temos escola e o governo vem tentar colocar o kit dentro das escolas,onde algumas não tem merenda e vivem precarias...
    creio que opção sexual é um assunto famíliar,que cabe a cada índividuo fazer sua parte,não me venha com essa que a escola tem que passar este conceito,não,a escola os educadores tem que proporcionar cultura seja para criança,homem,mulher,homossessuais,está é a função da escola do governo...
    passando oportunidade de cultura seja qual for a pessoa,certamente está fará sua mente sadia e saberá respeitar todas as classes sociais(homossessuais,deficiêntes físicos,cognitivos,auditivos,moradores de rua,crianças abandonadas e se prostituindo etc...)
    ESSA LUTA DEVERIA SER VOLTADA AS NECESSIDADES PERSISTÊNTES DO ´PAÍS,NÃO A PL,ETC...

    NOSSA SAÚDE,COMO VAI?PRECARIA......................................

    ResponderExcluir

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.