Header Ads

Não ao cristianismo não cristão

Mudamos de opnião a vida toda,quando dizemos, Não farei isto eis que logo estamos fazendo, acho que este comercial mostra exatamente como funciona na prática :



Vivemos muitas experiências, e cada uma delas nos forçam a tomar novas decisões que não venha trair a nossa realidade, a realidade das nossas experiências.

Com a escritora Anne Rice vemos um pouco disto, a escritora ficou famosa como autora de “Entrevista com o vampiro” e por outros romances sobrenaturais. Criada em uma família católica, Rice rejeitou a igreja quando era jovem, mas voltou ao catolicismo na década passada e publicou livros como “Cristo senhor – A saída para o Egito”, lançado no Brasil em 2007.


Mas recentemente ela anunciou publicamente no seu facebook que está abandonando o catolicismo, isto não significa que deixou de ser cristã ou crer em Jesus, mas que não concorda que uma religião possa ser tão distante da vontade de Cristo.

Na época, declarou que rompeu completamente com o ateísmo em 2002, após a morte do marido Stan Rice por um tumor cerebral e após se tornar diabética.

Ela começou a escrever livros sobre a vida de Cristo, e declarou que se objetivo era “simples”. “Quero escrever livros sobre nosso Senhor vivendo na Terra e fazê-lo real para as pessoas que não acreditem nele.

Eu tornei os vampiros em algo real para as pessoas,agora, se eu pude fazer isso, eu posso fazer nosso Senhor Jesus Cristo real para as pessoas tambem.

Mas recentemente ela falou oficialmente através do facebook :

“Para aqueles que se importam, mas entendo se você não se importar: Hoje eu deixei de ser cristã. Estou fora. Continuo comprometida com Cristo, como sempre, mas não sendo ‘cristã’ nem fazendo parte do cristianismo. É simplesmente impossível para mim ‘pertencer’ a este grupo tão briguento, hostil, polêmico e merecidamente de má fama. Por dez anos … eu tentei. Mas falhei. Sou uma estrangeira. Minha consciência não me permite mais. ”

Depois disse mais :

“Conforme disse abaixo, deixei de ser um cristã católica. Estou fora. Em nome de Cristo, recuso-me a ser antigay. Recuso-me a ser antifeminista. Recuso-me a ser anticontrole artificial de natalidade. Recuso-me a ser anti-democrata. Recuso-me a ser anti-humanismo secular. Recuso-me a ser anti-ciência. Recuso-me a ser anti-vida. Em nome de Cristo… deixei o cristianismo e de ser cristã. Amém.”

Um comentário:

  1. rosangela de noronha19 de setembro de 2010 21:03

    GOSTEI DESSA MULHER ELA CRESCEU, ABRIU OS OLHOS, ESTA NO CAMINHO CERTO, SEM HIPOCRISIA SEGUINDO SEU CORAÇÃO E MAIS EVOLUINDO PARA A NOSSA VERDADE, UM BEIJO PRA ELA.

    ResponderExcluir

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.