domingo, 29 de maio de 2011

O judaísmo místico

Pouca pessoas sabem que o judaísmo é um religião altamente mística, ela não é apenas uma religião com cerimoniais,mas é uma religião que possui grandes mistérios fascinantes.
Não atôa o judaismo influenciou muitas outras religiões e principalmente a religião cristã atual.




Seu conteúdo, revelado por Deus a Moisés no monte Sinai, inclui os 5 primeiros livros da Bíblia e narra desde a Criação até a saga do povo de Israel pelo deserto em busca da Terra Prometida,e o misticismo e as experiências místicas sempre fizeram parte do judaísmo,

A Torá livro é um livro que nos relata muitas experiências sobrenaturais,visitas de anjos,mares que se abrem para passar um povo, fogo que desce do céu, sonhos proféticos, conta-nos a transmissão da primeira revelação direta de Deus com o Homem.


O formato da Torá, livro sagrado do judaísmo, são dois grandes rolos de pergaminho escritos à mão com tinta especial, presos a carretéis de madeira e envoltos por um pano bordado e ornamentos de prata.

Livros como a Cabalá (da palavra hebraica Kabalah) faz parte da mística do judaísmo, Ela é também chamada de Chochmat há-Emet, a sabedoria da verdade. O ponto de partida e a meta da Cabalá são o conhecimento de Deus, "o Princípio e o Fim de todas as coisas".




Segundo a cabalá, tradição mística judaica, as 304 805 letras hebraicas da Torá também contêm significados ocultos sobre Deus e as leis do Universo.
O segredo da cabala é relacionar palavras e números da Torá de uma maneira específica.

E sua origem está no Sefer Ietsirá, ou Livro da Criação, obra minúscula que ninguém sabe ao certo quando e por quem foi escrita,ela introduz a idéia de que Deus criou o Universo usando as 22 letras do alfabeto hebraico. “O Gênese já dizia que o verbo divino foi o instrumento da Criação: Deus disse ‘Haja luz’, e houve luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.