sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Protestantes são atacados na China por comemorar natal

Apesar de grande parte dos chineses serem da religião budistas, o Natal tem sido comemorado  na China nos últimos anos principalmente em virtude da abertura comercial que acabou trazendo novas culturas e hábitos pra China, até a figura do Papai Noel passou a ser usada na China ele é chamado de Shen-dan jie lao-ren.



Durante as festas as crianças ganham muitos presentes, as árvores de luzes são enfeitadas, as casas são enfeitas com lanternas nas entradas, e como em muitas festas chinesas há a queima de muitos fogos de artifício.

Nas grandes cidades como Beijing e Shanghai  os efeitos natalinos, as luzes de neon e lâmpadas natalinas  já se tornaram tradição, atraindo turistas de diversas partes porém o Natal não é um feriado na China como no Brasil, as pessoas trabalham, vão a escola, agem naturalmente, sendo que algumas pessoas comemoram e trocam presentes.



Segundo o portal de noticias G1 Um grupo de cristãos protestantes foi atacado por mais de 50 membros das forças de segurança na China quando preparavam os festejos de Natal na província de Zhejiang, informou nesta sexta-feira a ONG de direitos religiosos China Aid Association.

De acordo com um comunicado divulgado nesta sexta-feira por esse grupo, o ataque ocorreu em 13 de dezembro, na cidade de Ruian, quando soldados não identificados espancaram os fiéis e destruíram os materiais que estavam em sua igreja.



Membros do grupo atacado afirmaram à China Aid que entre os agressores estava o líder do Escritório de Assuntos Religiosos local que, segundo eles, liderou o ataque, filmado e divulgado depois no YouTube

Os religiosos preparavam um palco para comemorar o Natal quando o grupo de agressores desligou o gerador de energia e espancou alguns de seus membros.

Ruian é conhecida como 'a cidade do Natal' na China por ser um dos centros de produção mundial dos enfeites e presentes da festividade cristã.

Um comentário:

  1. Extremamente normal.
    Não se pode nem pregar o Cristianismo na China, que dirá comemorar o Natal, que simboliza o nascimento dele?
    As pessoas tem que começar a entender que a China não é um país capitalista.

    ResponderExcluir

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.