sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Chien 39 superando os obstáculos




Este hexagrama  do I Ching representa um abismo perigoso adiante e uma montanha íngreme e inacessível à retaguarda. Está se cercado de obstáculos. Porém, no atributo da montanha, a quietude, está implícita uma indicação de como se pode superá-los. O hexagrama representa obstáculos que aparecem no decorrer do tempo, mas que podem e devemos ser superados. Por isso todo o texto se dirige à sua superação.

Tire a venda dos olhos e veja que todos os obstáculos são transitórios.


Quando percebemos os acontecimentos de forma equivocada, surge uma obstrução no nosso caminho. Várias atitudes podem ser causadoras de obstruções.
Uma delas é a tendência a considerar as outras pessoas incorrigíveis e a querer interferir no caminho delas, como se isso fosse fazer a diferença, fazer as coisas fluírem corretamente.
Esquecemos, porém, que o grande homem também está presente naqueles que erram. Um erro não significa que todas as coisas boas tenham sido eliminadas.

O recebimento deste hexagrama indica que uma nuvem formada por emoções ocultas está obstruindo a visão e o resultado é que tudo deixa de funcionar como gostaríamos. Nessa situação, o principal é ter humildade e reconhecer que precisamos da ajuda do Sábio a fim de encontrar e corrigir o elemento de obstrução. Com humildade, atrairemos a ajuda necessária.


A obstrução deve ser corrigida, é claro, mas sem pressa ou ansiedade. É preciso esperar o momento certo para agir e permanecer com a mente aberta a possíveis soluções.
Não adianta avançar cegamente para frente, querendo solucionar o problema de qualquer jeito. Isso seria cair numa atitude defensiva. Em vez disso, devemos deixar a dificuldade se resolver por si só e tentar aprender com a situação tudo o que for possível.
Sendo pacientes e perseverantes, a oportunidade de seguir em frente e eliminar o fato de obstrução surgirá naturalmente.
Também não é aconselhável nos culpar pelo que está obstruindo nosso caminho. Situações desse tipo fazem parte da ordem natural das coisas, do processo da vida.
Precisamos das adversidades para ampliar e desenvolver nossas atitudes, corrigindo-as quando necessário. Sem elas, nunca perceberíamos nossos erros nem alcançaríamos a evolução.

(Texto elaborado por: Wu Fang).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.