Header Ads

Erotização nos desenhos

Já foi o tempo que desenho animado era coisa de criança, digo; ainda é coisa de criança, mas não tem nada de inocente, se é que em algum tempo foi inocente.
Ninguem entende muito bem qual é a dos produtores, alguns afirmam que por se tratar de empresas que querem faturar bilhões tendem à se  inclinar  para o ocultismo e oferendas ao Diabo para ter sucesso.




De qualquer forma os personagens de desenhos animados parecem exercer um poder sobre as crianças, que é capaz de enlouquecer os pais.
Muitos pais reclaman do comportamento dos filho, mas esquecem que eles que providenciaram uma babá eletrônica para educa-los.




É incrível o nível de violência, sexualidade precoce e bestialidade ensinada na programação infântil, não apenas subliminarmente  como tambem explicitamente.



                                No desenho acima o a roupa da Minie  tem contornos de um penis

 Basta parar um momento para observar qualquer desenho e em pouco tempo vai se ver a evidência de como a coisa tá ruim.
Até  aqueles desenhos mais clássicos passaram por uma mudança de linguagem, já não são mais os mesmos, para se ter uma idéia falaremos de alguns exemplos.


A nível de sexualidade observa a ultilização de figura de linguagem e códigos para não chocar muito o expectador, usando diversos simbolos eróticos ou de erotização.
Por exemplo temos o desenho a vaca e o frango, os dois são irmãos, são animais e seus pais são seres humanos, ele é um frango e ela é uma vaca.


                                 

Algo totalmente sem lógica, mas são personagens totalmente erotizados, de comportamento abestalhado, tem sempre poses eróticas ou comportamento erótico que passa despercebido pelo expectador que termina achando somente engraçado, e tem um outro personagem que  que é o bum de fora, um demônio que tem sempre sua nadegas expostas.

                   
Outro desenho erotizado que já não passa mais, eram os bananas de pijamas, pois eram simbolos fálicos com roupa de dormir, poucos tem senso crítico para entender estes simbolos e passa muito despercebido.




video: bananas de pijamas

Há diversos exemplos de simbolos fálicos na composição de desenho animado, personagens muitos inocentes mas que de inocentes não tem nada !

As vezes a questão não está nas imagens, mas na linguagem, outro dia assistindo a um desenho houve uma briga de um personagem com outro e ele chamou o outro de tudo quanto foi palavrão,uma linguagem totalmente agressiva,chamou de idiota,desgraçado e um monte de palavras de maldição.
Muitos não quizeram acreditar que a disney usou em muitos desenhos animados erotização e ensinos de ocultismo, mas não tem nada de espantoso nisto, é um fato muito real hoje em dia, a Disney admite ter encontrado mensagem subliminar e recolheu 3,4 milhões de fitas de vídeos nos Estados Unidos, não tiveram como negar, veja a foto.


                 

foto :  na janela do  desenho bernardo e Bianca.

Algum tempo atrás havia uma censura para avisar que certas programações não eram adequadas para crianças, muitos pais ainda hoje proibem as crianças de ver novelas e certos filmes, mas elas não sabem que as vezes o perigo está no desenho animado que elas assistem o dia todo.

 Notem por exemplo que a personagem betty boop é toda erótica além de que as pontas de seu cabelo simula dois chifres que passam despercebido, ela deixou de ser um personagem de desenho animado e passou a ser uma logo marca para adultos .



A gente ouve muita gente dizer O barney é gay, o rei leão é gay, veja como eles são afeminados, não se trata da orientação gay, mas do comportamento afeminado induzido, pois segundo a psicologia toda criança usa um modelo para imitar, para formar sua personalidade, seu comportamento, se ela não acha este modelo ao seu lado ela pode sim usar um desenho animado, passar a falar com a voz do personagem.

E se passar a  se comportar estranhamente, se você percebe isto em seu filho, se ele se torna agressivo, ou começa a falar com voz esquisita, algo pode estar errado, pode ser o video game o desenho animado, o computador, pois a personalidade da criança está em  formação e pode ser que o desenho animado seja a única pessoa que esteve 24 horas com ele para ele imitar.

11 comentários:

  1. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx.

    setimoportal- este comentário foi censurado de tão rídiculo e podre, sem nada importante que fosse contribuir para os leitores deste blog,ele era apenas uma agressão,de alguem que nem psicologia tem ,não expressava uma opnião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito deste site, ele me ajudou miuto a perceber que muitas coisas que vimos e achamos inoccentes não é nada mais nada menos que uma mensagem subliminar.

      Excluir
  2. gostaria de receber mais informaçõe sobre o mal que os desenhos causam nas crianças

    Sétimo portal - Ok vou postar algo hoje mesmo,mas sem querer fazer Drama é provado por psicologos ou mesmo você pode observar que o comportamento das crianças muda quando passam horas vendo certos programas voltando para elas ou quando ficam horas jogando algum joguinho play station e outros.
    A questão das imagens subliminares é outro ponto que vem apenas mostrar que quem produz este material infantil sabe muito bem oque está fazendo e usa de muita psicologia para trabalhar a mente das crianças.
    Muitas crianças ficam agitadas a noite, falam coisas e sonham coisas ruins,ficam agressivas durante o dia e hiper ativas, em resumo é isto.
    Há algum tempo um desenho no japão causou convulsão em massa e muitas crianças tiveram ataque epilético, convulsão e houve muitos desmaios.

    ResponderExcluir
  3. Marisete Galdino de Oliveira ferreira1 de agosto de 2009 06:39

    Oi eu sou casada tenho uma filha de três anos e eu não gosto que ela assista desenhos "animados".Já havia observado quase todos os comportamentos citados acima em crianças que passam muito tempo assistindo desenhos e eu não gosto porque o fato de serem ainda crianças tudo que veem na TV querem imitar e isso não é bom!Já percebi também que de forma não tão disfarçada esses desenhos ensinam e pregam o erotismo e o ocultismo.Mas não tenho muita orientação do que ela realmente deve assistir além dos filmes bíblicos para crianças.

    ResponderExcluir
  4. Realmente é verdade isso. Não se tem opção de programação na tv para crianças. A tv cultura tem desenhos melhores. Uma criança não tem noção do certo ou errado. A cultura captalista não pensa nas pessoas, só pensa naquilo que gera lucros rápidos. Não é de se adimirar que o mundo vai de mau a pior. Uma javem estava na galeria do rock em sp. Ela estava num lugar alto do predio. Ela queria se jogar. Ai a multidão la embaixo começou a gritar.
    -Pula, pula, pula, pula!
    E ela pulou infelizmente. O engraçado que muitos jovens não aceitam conselhos dos pais, mas os amigos mandam neles.
    O que o mundo esta oferencendo para as pessoas?

    ResponderExcluir
  5. Isso que vcs estão falando, é um conceito antigo de dominação e banalização da humanidade, o qual chamaos de NOVA ERA. Não se enganem, isso é obra de Satanás, que tal como Deus, não pode ser visualmente identificado, mas, nos influencia com suas "facilidades" e seus "prazeres".
    Não só desenhos animados, mas, músicas, novelas, noticiários e um monte de coisas que são exibidas na TV e na Internet, fazem parte deste lento processo.
    Outro ponto de propagação desta cultura destrutiva, são a política e a magistratura. Repare a quantidade de parlamentares que apoiam e declaram como normal, o comportamento homossexual. Repare também, a quantidade de magistrados que tem concedido guarda de adoção de crianças a casais homossexuais.
    Mas, o que podemos fazer ? Ora, primeiro é tentar disseminar a consciência crítica e revelar estas aberrações ocultas, através de sites, de blogs e principalmente em conversas com os filhos, parentes e amigos. É preciso também, dar testemunho de vida, para que estas conversas surtam o efeito desejado.
    Segundo, mostrar indignação e dar a devida proporção a estes fatos, conversando também (sem bancar o chato) com as pessoas desconhecidas, em filas e conduções.
    Terceiro:ja lá em quem você vota !! Este parlamentar pode propor a legalização de drogas e conceitos anti-familiares. Procure saber seu passado, seu partido e o que ele defende e representa, realmente.
    De resto, parabenizo a equipe do Sétimo Portal pela sua preocupação com um assunto tão importante, mas tão pouco debatido. Esta é a minha primeira visita a este blog e pretendo visitá-lo mais vezes.
    Forte a braço e paz a todos.

    Carrapa - Vila Kennedy-RJ
    P.S.: Só acho que poderiam, sim ter divulgado o conteúdo do comentário da "Linda Lovely", pois não deixa de ser uma opinião (a menos que as palavras fossem impublicáveis, ná?).

    sétimo portal : Não há censura na opnião dos leitores do blog seja contra ou a favor dos posts,mas não publico agressões e palavras de baixo calão,é isto.. obrigado

    ResponderExcluir
  6. acho isso ridiculo voces mesmo podem ver no filme do berndo e bianca aquela coisa nunca acontece acho ridiculo continuo vendo bob esbonja vaca e o frango

    ResponderExcluir
  7. vocês que defendem os desenhos ja estam dominados por santanas
    se convertam

    ResponderExcluir
  8. nossa, q post escroto! A malícia está nos olhos dessa pessoa cheia de m*rda na cabeça q escreveu essa porcaria, já q uma criança não tem malícia o suficiente para entender o desenho dessa forma!

    q post idiota, q blog idiota, são desenhos de criança!

    e os desenhos biblicos não são tão perfeitinhos assim, como se não houvesse uma putariazinha básica na própria bíblia.

    por favor, se enxergem!!!

    ResponderExcluir
  9. Que post mais ridiculo, se enxerguem.

    ResponderExcluir

Comentar é livre, criticas serão aceitas sempre, mas comente com responsabilidade, palavras de baixo calão, palavrões e imoralidades terão os comentários excluídos.